Posts

Multi Espaço & Sisters

Multi Espaço e Sisters

Multi Espaço e Sisters Sabor, Paz & Amor

Multi Espaço e Sisters Cookies em Caixas Kraft

 

Que tal presentear com Cookies numa bela caixa?

 

Origem e Curiosidades do Cookie

A palavra cookie vem do alemão, koekje, que significa “pequeno bolo”.

Ganhou esse nome porque  naquele tempo era feito a partir da massa de um bolo

e usado para testar a temperatura do forno antes de colocar o

bolo inteiro para assar, minimizando os erros.

Foram os britânicos que descobriram o biscoitinho e acharam que

combinaria com seu tradicional chá.

Até o século XVIII, as receitas ainda eram publicadas nos livros de culinária

como pequenos bolos, apesar de serem muito populares

na Europa há pelo menos, quatro séculos.

Antes da história europeia, há indícios apontando para a origem dos

biscoitos na Pérsia,  no século VII.

A região foi pioneira no cultivo de açúcar e espalhou o consumo dos cookies

para o Velho Continente a partir da conquista muçulmana da Espanha.

Na América os cookies chegaram com as colonizações britânicas e alemãs.

Como o preço do açúcar era muito caro, eram poucos os que faziam

os doces para consumir, mas nos Estados Unidos, virou mania.

Os americanos realmente adoram o fato de serem práticos e consomem mais

de dois bilhões deles por ano,  o que representa quase 300 cookies para cada cidadão,

Dois estados americanos, Massachusetts e Pennsylvania, escolheram, ainda,

a receita da Nestlé como a oficial do estado.

 Pode ser uma forma de homenagear a criadora do sucesso,

Ruth Wakefield, proprietária de um chalé na estrada

entre Boston e New Bedford, uma espécie de pousada,

onde ela servia comida caseira para os hóspedes.

A fama foi crescendo e, um dia, Ruth recebeu uma barra de chocolate meio amargo

 e adicionou à massa de seus cookies, esperando que fossem derreter.

Após assada a massa, o chocolate manteve seu formato, mas ganhou uma

textura cremosa e delicada,

fazendo sucesso e ganhando uma página do jornal de Boston.

As vendas do chocolate Nestlé decolaram nos EUA e a empresa

se aproximou de Ruth, criando a receita oficial e

criando um novo produto: as gotinhas de chocolate meio amargo, em 1939.

 

Fonte: Fundo Jornalístico

KUSUDAMA COLORIDO

KUSUDAMA COLORIDO

Kusudama colorido

Do japonês Kusu (remédio) e Tama (bola), é um origami modular.

KUSUDAMA  História e Origem

Foi introduzido no Japão no séc. VII com a função de harmonizar o ambiente.

Acreditavam que as fragrâncias das ervas colocadas dentro do kusudama serviriam para

afastar o mal e as doenças.

Transformado em móbile, o kusudama era colocado na cabeceira ou próximo ao doente

e sua energia curativa se irradiava através do cordão que pendia do mesmo.

Os cristais dispostos nos móbiles, simbolizam a energia que sai do Kusudama.

Como a água que escorre por um fio, os cristais representam algumas dessas gotas que

concentram e brilham com a luz e passam pelos  kusudamas em direção aos cordões.

Este conceito de cura está ligado a espiritualidade, que se estimulada positivamente

com boas energias, ajuda a afastar a negatividade, tristezas e consequentemente as doenças.

Além de elementos decorativos, o kusudama também está associado a eventos comemorativos,

como o internacionalmente conhecido Tanabata Matsuri, além de inaugurações, formaturas,

casamentos…

Os kusudamas de Tanabata também chamados de fukinagashi (flâmulas), preservam o

formato similar dos originais chineses, enfeitados com flores e tiras de papel penduradas.

A criação dos famosos kusudamas do Tanabata Matsuri de Sendai, província de Miyagi,

é atribuída ao comerciante da cidade de Ichibanchô, Kengoro Mori, que em 1946,

se inspirou na beleza das dálias de seu jardim para confeccionar, em papel, enfeites tão vistosos,

que acabaram sendo adotados para o Tanabata de sua região.

Quando utilizados para eventos comemorativos, o kusudama ganha o nome de

waridama (wari = waru = partir, cortar), pois são “partidos” ao meio, como uma espécie de

balão surpresa, soltando tiras e confetes coloridos de papel e, no meio do balão partido,

vê-se a mensagem relacionada ao festejo dependurada.

Dependendo da comemoração, o kusudama pode ganhar formatos variados,

abrindo-se em forma de sino ou coração, para casamentos, ou quaisquer

outras formas que lembrem os homenageados.

Atualmente são muito usados como elementos decorativos,

presentes que desejam boas vibrações, proteção, saúde.

 

Fonte: Wikipédia

CRIATIVIDADE

CRIATIVIDADE

O que é a Criatividade

 

Criatividade é pensar “fora da caixa”,  ser diferente, original.

É a capacidade de elaborar, de inventar,  de produzir coisas novas e valiosas ou

inspirar-se numa já existente e fazer dela algo genial não pela semelhança mas pelo diferencial.

É importante reafirmar que necessariamente não significa criar alguma coisa do zero,

muitas vezes significa inovar, ou seja, melhorar alguma coisa já existente.

Ela pode ser aplicada em qualquer área da vida.

É um elemento essencial no trabalho para encontrar soluções eficazes nos diversos problemas.

A criatividade artística consiste na capacidade do indivíduo de criar obras com valor e com elevado

grau de diferenciação em relação a outras obras.

As oficinas de criatividade são uma colaboração entre a educação e psicologia,

têm como objetivo potencializar o autoconhecimento e a aceitação de outros indivíduos.

As oficinas usam técnicas como pintura, escultura, desenho e muitas outras para desenvolver

o pensamento criativo e diminuir o stress.

Dom?  Treinamento?  99,9% de Transpiração e 0,1% de Inspiração?

 

É possível desenvolve-la buscando informações sobre tudo que o cerca,  tendo sensibilidade

com o que está a sua volta e curiosidade para descobrir o que se esconde  nas aparências dos

fatos, das pessoas,  dos objetos, sobre tudo o que acontece ao nosso redor

que esteja visível ou não.

A Mágica, a Inspiração, o Click,  o Insight aparece depois de muito estudar, pesquisar, estudar,

ponderar, pensar, tentar, riscar, estudar, apagar, aplicar, desenhar, errar …..

As vezes surpreende positivamente as pessoas que muitas vezes não esperam

coisas ou presentes diferentes.

De uma forma geral, pode-se afirmar que um sujeito criativo tem confiança em si mesmo,

sensibilidade de percepção, capacidade intuitiva, imaginação, entusiasmo e

curiosidade intelectual.

Busque Inspiração, Pesquise e CRIE.

EXERCITE A SUA CRIATIVIDADE!

Walt Disney já dizia que a Criatividade é como ginástica, quanto mais se exercita mais forte fica.